sábado, 13 de setembro de 2014

Foro de São Paulo!
-       Encontro do Mal –

“... O que os governos latino-americanos
desejam é um capitalismo sem lucros,
um socialismo sem disciplina e
investimento sem investidores estrangeiros....!”

Roberto Campos

                     No mês de agosto houve o encontro da juventude, uma fase preparatória ao grande encontro que ocorreram nestes últimos dois dias da semana, pela primeira vez na Bolívia. O único lugar onde conseguimos informações do que ocorreu na abertura e os caminhos que iriam ter o chamado Encontro do Mal, fora das mídias comunistas de Cuba, como o Órgão oficial do Partido Comunista o Gramna, foi no Brasil através de uma rápida análise da Revista Exame, digital, conforme fontes abaixo.
                         É a partir daqui que os brasileses devem analisar as eleições para o Brasil neste ano e não em candidatos A ou B ou ainda um C, ficando a mensagem que o mais importante desta eleição são os Deputados Federais, que compõe a Grande Câmara Legislativa do Povo e não os presidenciáveis. Lembrem-se disso: Eis a matéria comentada pelo pesquisador e historiador professor Marlon Adami de Brasília:
La Paz - Bolívia - O 20º encontro do Foro de São Paulo começou nesta quinta-feira em La Paz com um pedido de apoio nas urnas para a presidente Dilma Rousseff e também para o presidente da Bolívia, Evo Morales, e para o ex-presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, que em outubro buscarão nas urnas novos mandatos em seus países.
                                         O apoio conclamado pelo Foro de SP a candidatos dos partidos que compõe o mesmo, explicita a internacionalidade do movimento socialista projetado e sendo executado por essa organização.
O apoio aos três candidatos foi a mensagem central dos discursos dos dirigentes políticos esquerdistas de vários países e das organizações sociais na inauguração do Foro, realizado pela primeira vez na Bolívia.
                                     É de pleno interesse que os presidentes eleitos nos países do continente americano sejam de partidos comprometidos com o projeto do Foro de SP de implementação do socialismo continental, inicialmente de linha Leninista/Castrista e hoje já explicitando um relacionamento estreito com o projeto imperialista eurasiano de Vladimir Putin e seu parceiro maior, a China.
Em mensagem gravada em vídeo para a reunião, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu aos bolivianos que nas eleições gerais de 12 de outubro votem em Morales, que governa desde 2006 e aspira um terceiro mandato até 2020.
                                  Aproveitando a legislação boliviana, Lula, importante membro e fundador juntamente com Fidel Castro do Foro de SP, através de um discurso continuísta da política praticada na Bolívia, tenta promover e configurar uma ditadura esquerdista na Bolívia avalizada pelo voto popular, concretizando o modelo de democracia socialista.
Lula acrescentou que no Brasil também têm 'uma eleição muito importante' que esperam ganhar, em referência à campanha de Dilma, que governa desde janeiro de 2011 e quer conseguir um segundo mandato.
Além disso, o ex-mandatário pediu aos membros do Foro um debate sobre a defesa dos avanços sociais democráticos regionais e a importância da integração da América Latina por meio dos mecanismos da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).
                                         Unasul e Celac são órgãos oficiais das relações dos países latinos americanos que tratam dos assuntos e projetos do Foro de SP, como uma forma de obscurecer a atuação do Foro de forma clara perante a opinião pública do continente e global. A preocupação de Lula quanto aos avanços sociais democráticos, traduzindo são as praticas autoritárias de aplicação da agenda socialista na América latina para consolidar a união das republicas socialistas da América latina até 2020, prazo esse que vem sendo cumprido quando observamos os avanços e as realidades dos países chaves do bloco.
'Nosso desafio em outubro é eleger Dilma, Tabaré e Evo Morales', afirmou a secretária executiva do Foro de São Paulo, a brasileira Mônica Valente, em seu discurso inaugural.
                    Vázquez, que governou o Uruguai entre 2005 e 2010, buscará um novo mandato nas eleições de 26 de outubro pela Frente Amplas, para dar continuidade ao governo de seu correligionário José Mujica.
                      Os debates do Foro de São Paulo se desenvolverão entre hoje e amanhã (quinta e sexta-feira) com uma agenda centrada na elaboração de um programa de esquerda para 'derrotar a pobreza e a contraofensiva imperialista, e conquistar a paz e a integração' na América Latina, segundo seus organizadores.
O Foro de São Paulo, que congrega 100 partidos de esquerda da América Latina, nasceu em 1990 na capital paulista e teve entre seus principais impulsores o ex-presidente Lula.
                                      A tradução para o Foro de SP é um partido continental que luta através das vias democráticas para implantação do socialismo e das relações com o novo modelo socialista implementado por Putin através do seu projeto imperialista Eurasiano.
                                      A forma como estamos colocando a noticia, com os comentários, foi buscado em um dos únicos canais de imprensado Brasil que forneceu a noticia como ela realmente aconteceu. Os outros veículos deixaram em segundo plano O Encontro do Mal, que afeta, diretamente todos os brasileses.
Prestem atenção na mudança de “tom” das Eleições dos Presidenciáveis a partir de agora.
E não esqueça. O Mais importante não é o presidente e sim os Deputados Federais que cada Brasilês irá escolher. Estes sim terão o poder de fiscalizar qualquer ato contrário
  
Fontes:
http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/foro-de-sao-paulo-comeca-com-apoio-a-dilma
Matéria de 11.09.2014- 16h30min
Fonte em azul - comentários Prof. Marlon Adami
Fonte em Marrom claro – José Carlos Bortoloti