domingo, 3 de abril de 2016


#PensarNaoDoi:

O Homem Menino!

“...Todo homem traz dentro
de si o menino que foi...!”

           Antoine de Saint-Exupéry


Passou o Da  Internacional da Mulher?
Ufffaaa... Que bom! 
Perdoem-me, mulheres sempre merecerão o nosso melhor que ainda não temos. Até os 366 dias deste ano (já que é bissexto) e muito mais.
                             No Rio Grande do Sul, ser chamado de “piá de merda” é uma ofensa a honra, ao caráter e aos valores mais profundos que aprendemos com a educação familiar e tradicional da cultura gaúcha.
Pia, é um menino. Sim aquele menino que está dentro de nós.
E se fizermos algo que pareça além do normal, fora dos padrões, deselegante, deseducado, certamente alguém irá se referir a nós:
- Pare de agir como um piá de merda!
Ou seja, pare de ser um moleque que não mede as consequências
.

                          Separo o psíquico, que somos formados pelos dois cromossomos: XX e XY, e que ambos permanecem em nosso inconsciente para formar um equilíbrio deste dual, do feminino e o masculino. Ou como agiremos, nós homens, em relação às mulheres durante nossa vida.
Aqui certamente aparecerá a diferença de um homem = cavalheiro... De um cafajeste= déspota, vulgar, psicopata...
                             Por isso antes de homenagear alguém, exclusivamente, durante um dia, em um ano todo, somente revela nossa inferioridade (homens) em relação a elas. O que já está mais que provado... Há centenas de anos.
Apenas somos covardes para admitir.
Mas por que tudo este preâmbulo? Para falar da mulher? Não!
Muito pelo contrário: para falar de homens. De nós!
Acompanhe-me, por favor, neste raciocínio?
            Nesta "luta por igualdade”, talvez o maior desafio, tanto para homens, quanto para mulheres, seja reconhecer as diferenças.
                 Reconhecer que gênero não é condição social, política, econômica… Mas uma simples e necessária diferença físico-biológica que garante a sobrevivência da espécie.
            No fim, ambos somos, insignificantemente, humanos. 


            Homens, admitamo-nos carentes, medrosos, toscos e muito inferiores às mulheres em todos aspectos da vida, exceto força física e, por isso mesmo, ainda mais ridículos.
                        Mulheres, lutar fisicamente por algo só conduzirá a igualdade dos defeitos que fazem de nós, homens, tão ridículos. Lembrem-se da Mulher-Maravilha, “todo grande poder, demanda grande responsabilidade”.
                        Sejamos sinceros, diante de uma mulher verdadeiramente responsável, todo grande macho vira um piá de merda. Irrelevante o dia… Mulheres, vocês são poderosas.
                        E gurizada (meninada), reconhecer uma mulher independente, livre, determinada, responsável e corajosa, que vive o que lhe cabe por conta própria, pode doer em alguns meninos orgulhosos, mas é a única chance que teremos de brincar e nos divertir, com ela, com filhos e netos nos raros intervalos dos boletos que a vida emite, para homens e mulheres, todo dia.
 

                        O “código de barras” não pergunta o gênero, religião, etnia… Desde que cada um seja responsável pelos “boletos” que escolhe na vida, seremos todos, formalmente iguais, para vivermos, formidavelmente, em paz, apesar das diferenças.
            Talvez este seja só o desabafo de alguém que vive só pela chance de ser piá de merda no chão da sala, ridiculamente homem, entregue no meio de raras mulheres corajosas e independentes, que mostram ao mundo que não vieram para brincadeira, especialmente, por exercerem o poder de brincar em qualquer dia, lugar ou desafio da vida e, justamente assim, fazendo de várias adultas, meninas choronas de fralda, reclamando de tudo e de todos.


            Afinal, a verdadeira diversão da vida é exatamente esta, a cada grande desafio corresponde uma bela chance se descobrir um grande poder. Somente assim veremos a multiplicação de “Mulheres-Maravilha” no futuro, o resto é choro com maquiagem ideológica de quem perdeu a Barbie.
          Pensar não dói... Já querer se equiparar ao superior sendo inferior, pode trazer consequências desagradáveis...
Continuem mulheres...

 

 Entendimentos & Compreensões
Dos diálogos com: 
Michael Nedeff Chehade
Amigo e jurista filósofo.
Publicado em Vitória – ES.
http://www.konvenios.com.br/info/verArtigo.aspx?a-id=27571#.VwGl4KQrLNM
Arquivos da Sala de Protheus
www.epensarnaodoi.blogspot.com.br