quarta-feira, 6 de abril de 2016


SerieHistoria:


 Brasil! Ontem e Hoje!

“...O meu passado é tudo quanto não
consegui ser.Nem as sensações de momentos idos me são saudosas: o que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua, mas não o texto...!”.
 
                                                                                                            Fernando Pessoa

                                Há algum tempo escrevi que o Brasil precisava de um verdadeiro estadista para dar, não somente um curso à história moderna, mas, sobretudo, levar o país ao seu verdadeiro lugar de grandeza.
Grandeza, aqui, não significa a pretensão, nem a arrogância de ser “maior” em alguma coisa, perante outros países. Muito pelo contrário:
Ser um grande país para seu próprio povo.
Salientei, à época, como exemplo, Dom Pedro II, como exemplo de Maior Estadista que esse país já teve.
Para a geração atual, que pouco teve de história de nosso país, em sua educação, em seu ensino formal, trago algumas, digamos curiosidades que, fora os livros antigos de história e verdadeiros professores da área, ou pesquisadores e apaixonados, poucos conhecem. Isto é, uma espécie de tristeza educacional que não se repasse aos jovens os bons exemplos que tivemos em um passado recente.


                                 Para se ter uma ideia do que já fomos, e muitíssimo pouco, foi revelado, começando fazendo algumas comparações. Entre o período de D. Pedro II e o atual momento do Brasil.
Acompanhem-me, por favor: Efetuei uma espécie de cronologia para melhor acompanhamento:
Brasil – Ontem e hoje-

1880 - O Brasil era a 4º Economia do Mundo e o 9º Maior Império da História, mundial é claro. 
Atualmente estamos em 75º lugar em lista do Fórum Econômico Mundial.
Brasil atingiu a sua pior posição na série histórica do levantamento. Dados de 2015.
1860-1889 - A Média do Crescimento Econômico era de 8,81% ao Ano.
Atual: Avanço médio de 2011 a 2014 foi de 2,2% ao ano.
1880 - Eram 14 Impostos, atualmente são 92.
1850-1889 - A Média da Inflação era de 1,08% ao Ano.
Atual: em Janeiro de 2016 foi de 10,71%
1880 - A Moeda Brasileira tinha o mesmo valor do Dólar e da Libra  
             Esterlina.
Atual – cotação média do dólar oscila (em  06.04) R$ 3,64.
1880 - O Brasil tinha a Segunda Maior e Melhor Marinha do Mundo.
           Perdendo apenas para Inglaterra.
Atual: Segunda da América, atrás dos Estados Unidos.
1860-1889 - O Brasil foi o primeiro país da América Latina e o segundo no Mundo a ter ensino especial para deficientes auditivos e  deficientes visuais.
1880 - O Brasil foi o maior construtor de estradas de Ferro do Mundo, 
           com mais de 26 mil Km. 
Atual: Rede ferroviária brasileira possui 30.129 quilômetros de extensão (1121 eletrificados), espalhados por 22 estados brasileiros mais o Distrito Federal. (em mais de um século).


             A imprensa era livre tanto para pregar o ideal republicano quanto para falar mal do nosso Imperador. "Diplomatas europeus e outros observadores estranhavam a liberdade dos jornais brasileiros" conta o historiador José Murilo de Carvalho. "Schreiner, ministro da Áustria, afirmou que o Imperador era atacado pessoalmente na imprensa de modo que 'causaria ao autor de tais artigos, em toda a Europa, até mesmo na Inglaterra, onde se tolera uma dose bastante forte de liberdade, um processo de alta traição'."
 Mesmo diante desses ataques, D. Pedro II se colocava contra a censura.
"Imprensa se combate com imprensa", dizia.
Bem diferente do que temos hoje. Não é verdade?
Então: Evoluímos ou...
Mas vamos continuar mais um pouco:
                    "Quanto às minhas opiniões políticas, tenho duas: uma impossível, outra realizada. A impossível é a república de Platão. A realizada é o sistema representativo (a Monarquia). É, sobretudo, como brasileiro que me agrada esta última opinião, e eu peço aos deuses (também creio nos deuses) que afastem do Brasil o sistema republicano, porque esse dia seria o do nascimento da mais insolente aristocracia que o sol jamais alumiou".
Machado de Assis.
Escritor e Fundador da Academia Brasileira de Letras
 Mas vamos trazer mais um pouco de informação como forma de comparação com os ditos “tempos modernos” e “políticos atuais”.
1. A média nacional do salário dos professores estaduais de Ensino Fundamental em (1880) era de R$ 8.958,00 em valores atualizados.
Atual: 10,375 dólares por ano.
2. Entre 1850 e 1890, o Rio de Janeiro era conhecido na Europa como "A Cidade Dos Pianos" devido ao enorme número de pianos em quase todos ambientes comerciais e domésticos.


Aliás, hoje é conhecida, pelo Cristo Redentor, praias, mulheres de biquíni... Ah e carnaval... Esqueci-me de algo?
3. O bairro mais caro do Rio de Janeiro, o Leblon, era um quilombo que cultivava camélias, flor símbolo da abolição, sendo sustentado pela Princesa Isabel.
4. O Maestro e Compositor Carlos Gomes, de "O Guarani", foi sustentado por Pedro II até atingir grande sucesso mundial.
Favor na confundir com a atual “lei Ruanet”.
5. Pedro II tinha o projeto da construção de um trem que ligasse diretamente a cidade do Rio de Janeiro a cidade de Niterói. O projeto em tramitação, até hoje nunca saiu do papel.
Claro que naquela época não se pagava “comissões” para construtoras ou empreiteiras.
6. Pedro II mandou acabar com a guarda chamada Dragões da Independência por achar desperdício de dinheiro público. Com a república a guarda voltou a existir.
 Vaidades de “chefetes de estado”?
7. Em 1887, Pedro II recebeu os diplomas honorários de Botânica e Astronomia pela Universidade de Cambridge.
Diferente dos tais títulos acadêmicos (Pagos) de “Honoris causas”, como conhecemos hoje.
 

8. Descontruindo boatos, D. Pedro II e o Barão/Visconde de Mauá eram amigos e planejaram juntos, os futuros dos escravos pós-abolição. Infelizmente com o golpe militar de 1889 os planos foram interrompidos.
9. Oficialmente, a primeira grande favela na cidade do Rio de Janeiro, data de 1893, 4 anos e meio após a Proclamação da República e cancelamento de ajuda aos ex-cativos.
Coincidência ou incompetência?
Deixo para você pensar!
10. D. Pedro II tinha 1m 91 cm de altura, quando a média dos homens brasileiros era de 1m e 69 cm e mulheres 1m e 61 cm. 
11. Na época do golpe militar de 1889, D. Pedro II tinha 90% de aprovação da população em geral. Por isso o golpe não teve participação popular.
Alguma relação atual lembrada?
12. José do Patrocínio organizou uma guarda especialmente para a proteção da Princesa Isabel, chamada "A Guarda Negra". Devido a abolição e até mesmo antes na Lei do Ventre Livre, a princesa recebia diariamente ameaças contra sua vida e de seus filhos. As ameaças eram financiadas pelos grandes cafeicultores escravocratas.
Seriam os empreiteiros de hoje?


No momento atual, que estes exemplos, de um verdadeiro estadista, que o Brasil já teve, sirvam como pensamento a todos os Brasileses sobre os atuais políticos, que fingem “governar” (em beneficio próprio) um estado inteiro, afirmando serem “representantes do povo”.
Será isso mesmo?
Não temos memória histórica?
Sim. Temos. Somente não há interesse em divulga-la, informa-la para que o povo brasilês saiba e faça comparativos com o que passamos hoje.
Agora que você já sabe ao menos um pouco, da verdade história, mesmo travestido de “curiosidades”, por favor, compare com o que temos hoje.
E o que você espera para seus filhos... 
A responsabilidade... Sempre será sua...
Afinal, pensar não dói...
 Ainda...


 Entendimentos & Compreensão
Leituras & Pensamentos da Madrugada
Baseado nas pesquisas 
da Prof. Dra. Jane Galsman
Rio de Janeiro – RJ
Publicado no Grupo Kasal – Vitória –ES.
http://www.konvenios.com.br/info/verArtigo.aspx?a-id=27616
Arquivos da Sala de Protheus.
www.epensarnaodoi.blogspot.com.br