quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

#SOSEducação!


Despautério Linguístico!”




“... O ouvido é feminino, vazio que espera e acolhe,
que permite ser penetrado.  A fala é masculina,
algo que cresce e penetra nos vazios da alma...!”.

Rubem Alves


                       Junto com o grande Professor Nelson Valente, divulgamos uma 'hashtag', chamada #SOSEducação. Sim, com a verdadeira preocupação de valorizar, discutir, buscar formas e conceitos que ajudem a aumentar a valoração da Educação no Brasil.
 E tudo a partir dos professores estes heróis que consideramos da mais alta importância e estão sendo tratados como meros “funcionariozinhos públicos” pelo tal de MEC. Uma Afronta gigantesca.

Como se não precisássemos de Educação e sim somente de “pão e circo” (alusão a famosa frase românica), para que o povo ficasse feliz.
E ai está a realidade, Estádios de futebol gigantescos e milionários e a mais cara de todas as copas do mundo desse esporte. Enquanto isso, escolas estão se deteriorando, professores fazendo “vaquinhas” para comprar lanche ou para as passagens para não deixar crianças desemparadas.

Nesta semana, Beto Mous, da Radio Mous, colocou em seu Radar News, o #SOSEducação, infelizmente na primeira semana não podemos contar com a valiosa presença do Prof. Nelson Valente, mas estará na próxima quarta-feira.

E o que tivemos:
Reportagens dos quatro cantos do Brasil mostrando a realidade das escolas, dos professores e dos alunos. Uma miserabilidade completa. Um genocídio educacional.

Enquanto isso no ABC paulista, o ex-presidente recebia o titulo “doutor honoris causa” da UFABC, e no final um acadêmico (se é que se pode chamar o distinto assim) pronunciou que agora o Sr. Lula poderia ser professor universitário.

Mesmo depois de ele ter, vomitanticamente,  proferido esta pérola em seu “discurso” – sem ofender as fases de um verdadeiro discurso -: (...)"E eu já estou pensando no Brasil de 2022 quando a gente completar 200 anos de Independência. A gente fazer uma comparação do que era esse Brasil, aí vai ser duro, Dilminha", disse o petista, em direção à presidente.

E não foi somente isso, repito: Tem mais em quase 40 minutos de verdadeira falácia (“Falácia é a idoneidade fazendo crer que é aquilo que não é, mediante alguma visão fantástica, ou seja, aparência sem existência”.). Disse o Sr. Lula: "E eu já estou pensando no Brasil de 2022 quando a gente completar 200 anos de Independência. A gente fazer uma comparação do que era esse Brasil, aí vai ser duro, Dilminha", disse o petista, em direção à presidente.” (Fonte – G1).

Mas o que vimos e ouvimos no #SOSEducação do  Radar News, na noite de quarta-feira, foi exatamente ao contrário.
De regiões ricas como o Vale do Itajaí, em SC, em Joinville e uma estatística de como estão as 1100 escolas públicas do Estado – que nunca veem o dinheiro que o MEC lhes manda -, enquanto dois senadores e ex-governadores do Estado acumulam três salários tudo como ex-alguma-coisa chegando à casa dos 27 mil reais mensais, do nada para nada.

E os exemplos continuaram, no Nordeste, em Minas Gerais, no Para, e outros estados. Reportagens feitas nas escolas, com vizinhos, com professores desesperados com os rumos que a educação está e não é aquela que a Administração Pública Nacional “vende” na chamada “grande imprensa”.

Sofrimento de professores que ganham uma miséria, (nem perto do piso nacional) que não tem como ir até a escola, que não tem materiais mínimos possíveis para uma educação básica e nossos alunos. Ao mesmo tempo em que ouvimos despautérios como os pronunciados pelo Sr. Lula, que ainda recebe títulos acadêmicos. Ridiculariza nossa educação e manda a cultura para a lama.

Eis outra pérola do discurso deste ser, e, por favor, observem a linguagem em uma universidade: (...) “Então em vez de a gente achar que a gente fez um favor para ele, nós fizemos uma obrigação. Ele só chegou  por lá por causa da vontade dele, do esforço dele, da disposição dele, ou seja, ele se matou pra chegar lá. E nós precisamos continuar nos matando pra garantir que depois de formado ele possa aperfeiçoar seus estudos e se forme sim pelo o emprego do sonho dele. E aí sim, quando ele tiver o emprego do sonho dele, pode ficar certo que ele não vai mais pra rua fazer passeata", (...) (fonte G1).
E ele foi presidente do Brasil; E ele esta recebendo títulos honoríficos de Universidades.

Enquanto isso vamos a gastança dos estádios com a Copa do Mundo, parece ser tudo o que interessa.
Mas não vamos nos aquietar. Ás quartas-feiras, as 22h 30min estaremos com gente de alto gabarito que sabe o que fala com provas, no Radar News, da Radio Mos, neste endereço: http://www.blogmous.com/p/radio-mous-e-mural-de-recados.html, mostrando o Brasil que o Brasil não conhece.



De nossas tristezas e celeumas causadas com o que vimos e ouvimos fica a mensagem linda do grande escritor e poeta nordestino Rubem Alves: “... Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas. ..!”.

Para o Radar News da Rádio Mous, Pensar e Educação não dói...
Já a administração federal... Ninguém aí?

P.S.: despautério - disparateasneira, despropósito, absurdo.


Entendimentos & Compreensões
de um Brasil descuidado...E sofrido!