quarta-feira, 11 de novembro de 2015


#Percepções de Vida:

 A Vida Bem Vivida Através da Observação do Olhar!


“...A vida só pode ser compreendida,
olhando-se para trás; mas só pode ser vivida,
olhando-se para frente...!”

 S. Kierkegaard

 Nasci gritando ao mundo que não aceitaria fácil as regras impostas por homens pseudosábios da essência humana. Passei a infância e a juventude desobedecendo a imposições paterna, materna e patronal por que não me conformava com a falta de compreensão de que cada ser é possuidor de uma alma única, com necessidades e desejos únicos e o eu era bom para um filho poderia não ser bom para o outro, o que era bom para um funcionário poderia não ser para outro.


E ao longo da vida observei esta incoerência humana que persistia em seguir regras e normas não importando a infelicidade estampada no olhar.
Casei e muitas regras impostas por meus pais foram repetidas na educação de meus filhos: regras de boa conduta, de respeito ao próximo, mas, tentei entender a ação e reação de cada um diante da vida apenas observando o olhar (tristeza/alegria, felicidade/infelicidade) que claramente expunha a verdadeira essência e sentimentos.


Mesmo conhecedora desta singularidade da alma não deixei de cometer enganos, mas, continuo propondo, a cada dia observar mais o olhar do próximo e fazer disto um compromisso com a vida.

 



Das percepções, entendimentos e
da sabedoria compartilhada
da Mestra Marisa Cruz –“Cidadã Brasileira” –
Como Ela mesma gosta de afirmar:
Formada na Escola da Vida
Publicado no  BlogVenenoVeludo 
@marisascruz

 

Obs.: Todas as obras publicadas na Sala de Protheus

são de inteira responsabilidade de seus autores.

O Editor!