sábado, 16 de maio de 2015


#PensarNaoDoi:

 

Tirem o Sangue dos Olhos!”


“... Mostrar cólera e ódio nas palavras ou no semblante é inútil, perigoso, imprudente, ridículo e comum. Não devemos mostrar a nossa cólera ou o nosso ódio senão por meio de atos; e estes podem ser praticados tanto mais perfeitamente quando mais perfeitamente tivermos evitado os primeiros. Os animais de sangue frio são os únicos que têm veneno...!”

 

Arthur Schopenhauer

 
Muitos amigos, outros leitores, tem cobrado uma espécie de posicionamento mais sintomático, de minha parte, é claro, a respeito da roubalheira, dos descalabros políticos, do Congresso que parece não saber o que realmente faz lá, de nossa Suprema Corte – STF -, dos partidos, todos legais, e influenciando e sendo influenciados.
Malfeitos de toda espécie possível. Digo-lhes: Todos típicos do ser humano. Nenhuma novidade. Isso é feito desde que o homem existe.
Ora estou passando “a mão sobre a cabeça dos problemas”? Não! Apenas tendo um olhar sintomaticamente mais profundo de tudo isso que esta acontecendo há décadas em nosso país.
Ah, poderá me dizer você; - Mas em país tal isso não acontece...!
Talvez. Mas só talvez. E se não acontece hoje, tenha a certeza já aconteceu. Faz parte da natureza humana. Os de filosofia mais religiosa dizem que faz parte da evolução dos seres.


Cientificamente Darwin provou isso.
Então temos que aceitar tudo o que está ai por fazer parte do ser humano?Não disse isso!
O título é um eufemismo da tradicional frase de Nicolló Maquiavelli, o famoso italiano, pensador, filósofo e grande conselheiro político do século quatorze. Ele deixou dito: “A vingança é um prato que se come frio...!”, ou em seu original: “La vendetta è un piatto che va servito freddo..!”.
Ah, você me dirá novamente: - Lá vem você novamente com filosofia!
Esta bem, vamos a uma linguagem mais popular.
A frase título é um atributo, em outra forma, de expressão muito utilizada no direito criminal.
Eis um exemplo;
Você esta caminhando e, de repente, literalmente, levada uma “paulada” na cabeça. Vai ao chão. O primeiro intento de sua consciência é levantar, o mais rapidamente que a tal “paulada” lhe permita e olhar para os lados, para trás e tentar descobrir o autor de tal ato.
Mas como você se levanta?


Com os olhos cheios de ódio, de raiva... Louco para descobrir quem cometeu tal atrocidade contra você. Com os “olhos cheios de sangue”. Se você o encontrar o que acontecerá?
Não há necessidade nenhuma de dizer aqui, deixo para suas imaginações os contextos construídos por cada um.
Mas o normal é sair buscando procurando o autor e lhe dar o troco... “Se vingar”... Dar outra paulada...
Se olharmos o comportamento da maioria dos seres das redes sociais, estas mais rápidas nas respostas, em sua grande maioria, conscientes de suas próprias ignorâncias, e desconhecimentos de ações. Tanto legais como morais e de congruência com o que realmente esta acontecendo. Ou seja: Todo mundo responde com os “olhos cheios de sangue”.
O escritor estadunidense Tennessee Williams disse certa vez ao ser perguntado sobre tal questão: “Penso que o ódio é um sentimento que só pode existir na ausência da inteligência. Os bons médicos não odeiam os seus doentes...!”
Quem sabe aqui não está o problema de pensamento e ação do brasilês na atualidade com tudo o que está acontecendo?
Muito pelo contrário. Eu falei dos sentimentos das redes sociais e dos diários que publicam sentimentos pessoais de seus autores.


                             O contrário está nas manifestações efetuadas nas ruas de nossas amadas cidades brasilesas.
Alguém, por acaso, viu nas pessoas de verde e amarelo com bandeiras brasilesas nas mãos com ódio? Pedindo o “enforcamento ou fuzilamento” de alguém? Não!  O mundo viu milhares de pessoas de verde e amarelo sorridentes apenas pedindo de volta o nosso amado Brasil. Nossa Pátria amada Brasil. Sem “sangue nos olhos”.
Voltando a “paulada”:
Se quem levou a tal ação – a cacetada – e for ao chão... Deve aproveitar o momento de volta. Ou seja: o de levantar-se, refazer-se, esperar passar a dor, a raiva, esperar que o “sangue nos olhos” desapareça. Pensar e, tenham a certeza, logo virá do inconsciente uma resposta inteligente e a altura do ser para analisar oque houve e o que deve fazer.
Exatamente o que todos nós brasileses devemos fazer no momento.
Tirar o Sangue dos Olhos... Confiar!
Principalmente no próprio Brasilês. Sim confiarmos mais uns nos outros.


Temos uma Policia Federal, através de seus Agentes fazendo um trabalho maravilhosamente perfeito.  Temos as nossas Forças Armadas, e principalmente a Mão Amiga – Braço Forte, nosso Exército Brasilês que certamente esta olhando cada detalhe do que esta acontecendo, consultando cada ato de nosso livro sagrado – A Constituição Federal -.
E Eles não agirão nunca com “Sangue nos olhos”. Muito pelo contrário.
Eles sabem que pensar não dói... E somente com muita atenção saberão o momento de usarem esta inteligência e sabedoria para todos nós.
Portanto tire o “sangue dos olhos”... Espere, pense, racionalize, deixe sentimentos primitivos e baixos para o outro lado... Sim o lado negro, o lado da sombra que tenta a nossa luminosidade... E tenha certeza:




Ninguém apaga nossa luz,
Pode pensar... Não Dói!

 

 

Entendimentos & Compreensões
De conselhos de amigos sábios
Inspirado em conselhos de
Francisco Sabadin – Osório – RS -
Sempre presentes.
Leituras &  Pensamentos da Madrugada