quinta-feira, 24 de março de 2016


#SerieCidadania:

“O Glossário do LOBÃO!”
- Rockeiro Cidadão -
IIª parte.


“...Para começar quero dizer que ainda
sou o mesmo, e nem você
Mudou. Nosso fim foi um pretexto
pra recomeçar o que não terminou...!”.


                                                             O Jogo Não Valeu – Composição de Lobão,
                                                                                 Ivo Meirelles e Regina Lopes

                              Prometi, em nosso último encontro algumas “pérolas” que se tornaram conhecidas no Brasil, todas sentenciadas por Lobão.
Mas quem é Lobão afinal?
Tentei mostrar alguns detalhes diferentes de todos os que são vistos por todos.
Não creio conseguir o máximo sempre... Ele está muito longe ainda.
Mas, Eu acredito que há uma força neste mundo que vive abaixo da superfície.
Algo primitivo e selvagem que se desperta quando você precisa de um empurrão.
Como as flores campestres que florescem após a queima; A maioria das pessoas tem medo desta força e a mantem enterrada dentro de si mesma;
Mas, sempre haverá pessoas com coragem de amar o indomado que há dentro de nós...
Uma destas pessoas, que conheço, é Lobão...


Vamos chamar este sentenciamento proferido, sempre, por este brasilês como  uma espécie de “Glossário” do guerreiro!
Uma síntese de frases, palavras, chavões de Lobão que se tornaram famosas no Brasil e que hoje, nas redes sociais, muita gente utiliza
(mesmo sem lhe dar o merecido crédito). Assim reuni aqui algumas destas “pérolas”. Agora você não poderá mais dizer que “não sabia quem tinha dito, ou colocar, autor desconhecido”.
É assim que Lobão se comunica:
“O frouxo unido, jamais será indivíduo...!”
O intelectual de esquerda é o campeão mundial de ”punheta de pau mole”.

Haveria forma menos grosseira de colocar esta definição? Creio eu, não!
E continua Lobão:
“Utopia é querer se convencer que uma bicicleta ergométrica é um excelente meio de transporte”.
“O governo petista, com sua pesada carga doutrinária nas escolas, transformou-se numa fábrica de virgens existenciais...!”

Obviamente aqui a referência é direta ao sistema de ensino do MEC e o tal de Construtivismo, baseado em Freyre, que por sua vez buscou no comunista italiano Gramsci a forma.


“O esquerdista tem como principal atributo, uma síndrome de percepção assimétrica da realidade!”.
Essa é de deixar os psicanalistas de “cabelos em pé”.
“Há uma sombra de fúria na impostara eleita, cercada de castrados com a nossa receita”.
“Com a pompa vulgar de um botijão de gás, estamos fartos de um país frouxo, injusto e ineficaz”.

Aqui não precisa referência a quem esta máxima é direcionada. Deixo para teus pensamentos.
Óbvio que nenhuma delas necessita de tradução ou endereçamento explicativo.
Torna-se profético quando afirma:
“Mas, o dia chegará a que o chão da pátria irá tremer e o que não é não mais será...!”
“Em nome do povo o poder resistir será fútil quando as ruas se inundarão...!”.
“Aqui se faz, aqui se paga, pode demorar, mas a verdade vem!”
“Sem pensar em esmorecer, estamos todos prontos para a ação!”
“O bobo sempre comemora as vitórias que perdeu...!”
“O Intelectual de esquerda lida, exclusivamente, com a falsificação do bem...!”
“Não vai durar o triunfo do idiota, pois o absurdo é minha arma e a tormenta é meu refrão...!”

O espirito guerreiro, conhecido do rockeiro, através de muitas músicas começam a aparecer assim:


“O renegado abre as asas que aspirou e grita: Aleluia”!
Deixa uma súplica que lhe vem da alma:
“Em que estrela meu amor, o teu sorriso andará para encontrar a redenção do meu povo?”.
“Entre abismos de abismos das batalhas que lutamos, ombro a ombro, vamos celebrar com uma colher de sol!”
Quase uma referência a um grande poema do amazonense Thiago de Melo.
A alma de guerreiro torna-se poetizadora:
“Todos os sentidos são do universo que o mistério de um beijo bêbado escreveu no céu como um relâmpago o seu nome...!”
Aparece o filósofo que deixa aforismos:
“O absurdo é um mistério prenhe de milagres a se esconder da compreensão...!”
“A maldição é uma espécie de vontade estranha, que é ritualizar a distância a destruição...!”.

Torna-se indagador de si mesmo:
“O que é banir se conseguimos em um pequeno instante, nos entrelaçar. Nem mágoas nem desejos podem definir a dor.”
E as frases que entrelaçam entre a filosofia a poesia e o sofrimento da alma:
“A esperança é a praia de outro mar...!”
“O aconchego é o espirito que traz quando o lar é a alma...!”

Novos aforismas:
“A chuva que golpeia a pedra, que golpeia o coração de chuva... Faz-me lembrar de que todo heroi se diverte só...!”


E continua:
“... E também faz lembrar que os preguiçosos odeiam o mistério...!”
“Possuímos o que desejamos, mas, nem sempre somos o que imaginamos ser... Chuva, ventania, encantamento, casas, torres, chaminés, eternidade em movimento....!”.

Reaparece o crítico politizado:
“Um petista na escuridão vai sempre dizer que é vitima da lua...!”
“A queda não enobrece quem jamais saiu do chão...!”

Perfeito.
“Penso, logo exilo e um deserto se dilata no perfume da tua falta... “Cair pro alto, se arriscar mesmo com o coração mais triste que o fim dos dias”...!”.
“Céu azul, bambus, despenhadeiros e a cada despedida é como um corpo estranho na ferida...!”.
“A estratosfera te espera e eu só te juro que não vou chorar...!”

Estas são apenas algumas preciosidades deste sofrido guerreiro em que suas batalhas, hoje são, exclusivamente, ver o Brasil que tanto ama... Livre de toda a “gentalha petralha”, e o povo sorrindo novamente...
Não precisa se “refugiar em Paris”... Ou qualquer outro lugar do mundo... Como se a fugir de sua própria história.
Não! Sua história começou aqui e, certamente, Lobão terminará aqui e deixará um legado de cidadania, como poucos que conhecemos hoje.
Se eu tivesse que definir Lobão hoje, buscaria em Jorge Amado o retrato perfeito deste guerreiro, rockeiro cidadão brasilês:
“... Custava-lhe esforço aquela decência tranquila, aquela face calma - nervosa, no cansaço da noite mal dormida, da luta inglória contra o desejo em brasa do seu ventre. Por fora água parada, por dentro uma fogueira acesa...!”
Este é o Lobão que eu conheço.
O resto... Pura inveja incontida e palavras mal direcionadas.
Vá em frente guerreiro!
E continue pensando, pois você, tenho certeza, sabe: Não Dói...
Com admiração por este grande brasilês...
 

 
Entendimentos & Compreensões
Leituras & Pensamentos da Madrugada
Arquivos da Sala de Protheus
www.epensarnaodoi.blogspot.com.br
Publicado originalmente em Vitória – ES.
http://www.konvenios.com.br/info/verArtigo.aspx?a-id=27591