terça-feira, 2 de maio de 2017

Totem!


Totem!

O Totem é um símbolo psicanalítico e também da cultura indígena norte-americana, que significa o "animal da alma", em nossa cultura na Umbanda algumas linhas os reconhecem como caboclos (por conta de sua origem indígena americana), outras como um tipo de exu e pomba-gira. Seja como for, desde jovem é um animal com que me identifico, assim como me identifico com cactos.

                                           
Totem!

Transmuto-me no meu Totem
Pantera negra
Esguia,
Espia,
Silenciosa,
Ronda,
Espera, silenciosamente espera,
Entre frestas do mato,
Guiada pelo cheiro da tua pele


Vejo-a: branca como a Lua
E nessa noite de luar
Invado teu sitio
Devoro teus bichos
Besta fera que sou
Cheia da negritude da noite
A íris que reflete minh’alma em cores delirantes
Te fita em fome e desejo luxuriante
Já não sou besta fera
E tu podes me ouvir ronronar
Pantera negra, negra pantera


Destruo as flores
As cores, a casa, a cama
Penetro como um feitiço xamânico
Tua alma desesperada
Com o urro do meu amor
Te destroço em pedaços
Para que nada mais tu encontres
A não ser a negra pantera


Esse único ser, selvagem, transmutado
De pelo negro e íris cor de mel
Que aterrorizado,
Apaixonado,
Enlouquecido,
Dissolvido
Tu acaricias o pelo
E deita ao lado
Para amar 
Enquanto a lua
Ilumina a fera, negra fera
Que vira mulher, negra, fera, pantera.




Entendimentos & Compreensões
Das percepções de 
Candida Maria Ferreira da Silva
Assistente social, teóloga, especialista em Infância e Violência doméstica pela UFF, palestrante.
Rio de Janeiro - RJ
Contato: 
Pagina no facebook: 
https://www.facebook.com/abusoemocionalstop/
Twitter:
@silvacandida201
Instragram: https://www.instagram.com/abusoemocionalstop/?hl=pt-br



Obs.:
Todas as publicações, na Sala de Protheus,
são de inteira responsabilidade de seus autores,

O Editor!