sábado, 25 de março de 2017

Aforismos De Um Dia Qualquer!

#Humanidades:

Aforismos de um Dia Qualquer!
“.....Um coração cheio de ódio e amor,
decepções e orgulhos, frustrações e
glórias, coisas boas e ruins, insanidade
e sanidade, tá sempre inspirado.
Loucura agridoce..!"

Philip Brian

Diante de tantas frustrações e passividades dos brasileses, não se torna pretensão buscar análises de tantas consequências entre o medo, alguns sacrifícios e uma pseuda coragem ou tentativa de sobrevivência e até manutenção de um falso poder.
Pessoas que vivem normalmente, independente de milhares de normas, mas, inteligentemente com condições de viver e até uma irracionalidade.
Irracionalidade?
Mulheres se apaixonar por homens que batem nelas; homens se apaixonam pelas mães, pelas professoras desde muito jovens.
O amor é algo inexplicável. Aliás foi feito para amar e não para explicar. O amor é o mais irracional e não cientifico de todos os fenômenos.
A escuridão nos apavora. Ansiamos pela tranquilidade da luz, porque ela nos mostra silhuetas e formas e nós permite reconhecer e identificar o que está ali.
Mas do que realmente temos medo?
                                           
Não é da escuridão, propriamente dita, mas da verdade que nós sabemos que ela esconde.
Penitência e sacrifício são punições voluntárias para mostrar um arrependimento por um mal. Quanto maior for o mal, maior a dor autoinfligida. Para alguns a penitência suprema é a morte. Mas para outros ela não é um fim em si mesma.
Uma penitencia adequada exige arrependimento dos males e ações que reparem o dano causado por tais transgressões. 
Só depois das ações é que o passado pode ser esquecido. E o perdão dá lugar a um novo recomeço.
Para isso buscamos uma espécie de poder. De preferência vinda da natureza cobiçada pelo homem em que guerras explodiram e vencedores foram coroados. Mas, o verdadeiro poder nunca é perdido nem obtido... O verdadeiro poder está dentro de nós.
O poder pode ser acumulado pelos poderosos ou roubado dos inocentes.
O poder dá a capacidade de escolher mas tem a tendência de corromper. O poder não deve ser usado levianamente, porque ele sempre tem consequências.
Já para os justos uma revelação é um acontecimento feliz. É o cumprimento de uma verdade divinizada. Mas, para os maus, revelações são bem mais assustadoras e quanto piores segredos são revelados e os pecadores são punidos por suas transgressões.
Revelações podem nos ajudar a aceitar o que precisamos expor e os segredos que tanto tentamos esconder, e elucida os períodos que nos cercam.
                                                
Mas, acima de tudo, revelações são janelas para quem somos. O lado bom e o lado ruim. Todos temos os dois lados. Creiam-me! Já fomos ”construídos” com eles. E tudo o que oscila entre o que esses dois tem, poder supremo para destruir tudo o que mais amamos.
Todo ser humano nasce de um acordo. Entramos nesse mundo como resultado de uma aliança. As vezes feita de amor, as vezes de circunstâncias, mas quase sempre feita em segredo
Em sua forma mais pura uma união, torna-se parte de nossa essência. Mas quando tal vinculo é quebrado nossa essência muda para sempre.
Desde nascemos somos levados a formar uma união com os outros. Uma eterna entrada para se conectar, amar e pertencer.
Em uma união perfeita, nós achamos a força que não podemos encontrar sozinhos. Mas a força de uma união não é conhecida até ser testada.
Sacrifício em sua definição mais exata é dar algo valioso em troca de conciliação com um alto poder.
Uma devoção duradoura a uma causa que não pode ser satisfeita com uma simples promessa.
Porque um juramento, independentemente do quão solene seja, não pede nada em troca. Enquanto o verdadeiro sacrifício exige uma perda indescritível.
Sacrifício exige abrir mão das coisas com as quais mais nos importamos. Somente com a agonia dessas perdas uma nova resolução pode nascer. Uma devoção interminável a uma causa maior. E um dever moral para ver uma jornada até sua absoluta conclusão
Na forma mais pura uma retribuição traz equilíbrio. O pagamento contra maldades cometidas contra inocentes. Mas o período de revidar é perpetuar o ciclo da violência. Mesmo assim é um risco a ser enfrentado
Quando a maldade maior seria deixar que os culpados escapassem.
Por isso em nossas atualidades, sejam em que esferas estejam, como seres sociais, já aprendemos que carregar um segredo é brincar com fogo. Pode machucar outras pessoas se for revelado. Se for guardado vai acabar se queimando.
Meu filosofo preferido, Nietzsche deixou dito que devemos nos tornar crianças:
                                              
A criança é pura espontaneidade, necessidade, liberdade, não sente culpa, não tem malicia, é inocência e sua vida consiste em brincar. Ser criança é não guardar mágoa, esquecem o que fazemos a elas. Elas vivem na volúpia do momento, são seres que não conhecem o tempo, vivem dia-a-dia, hora-a-hora. São seres extraordinários, que sempre falam a verdade. Já nós adultos construímos nossas vidas com os muros da mentira. Iludimo-nos, enganamo-nos e achamos que a culpa de nossas frustrações está na vida. O que ignoramos é que, para viver, devemos abandonar uma grande parte de nossos sonhos e desejos. Os sentimentos gregários, a moral, a religião, as crenças e as ideologias nos levam a uma vida inautêntica. Por estas razões, devemos prestar atenção às crianças.
Para Nietzsche, a criança é um espírito livre, ela representa a superação dos valores morais e a criação de novos valores. Ela é pura vontade, puro desejo e pura espontaneidade. A criança é a afirmação da vida, mas também é o esquecimento. Ela deseja a vida, o prazer e as brincadeiras, mas não sente culpa por isso. Elas se esquecem das surras e das injúrias.
Analisar as consequências atuais em que estamos vivendo pode ser fácil... Deixar frustrar-se por elas.... Bem aí é outro problema.
E pensar.... Continua não doendo!



Entendimentos & Compreensões
Leituras & Pensamentos da Madrugada
Publicado originalmente no Grupo Kasal
Konvenios - Vitória – ES.
http://www.konvenios.com.br/info/verArtigo.aspx?a-id=28669
Ilustrações Google Imagens
Arquivos da Sala de Protheus